Permita-se ser feliz

Atualizado: 7 de Jun de 2020

A convivência com a tristeza alimenta a esperança por dias de felicidade. Já o convívio com a felicidade alimenta o desejo pelo prolongamento desse relacionamento. De uma forma ou de outra, todos queremos ser felizes.

As sensações experimentadas na felicidade são eternas, desde um sorriso espontâneo até as lágrimas que escorrem pelo rosto e revelam a emoção da alma, feliz, plena, contagiada pela paz absoluta.

Certa vez, Carlos Drummond de Andrade disse:

Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.

A busca por motivos torna o caminho complexo e, às vezes, inatingível.

Enquanto a felicidade motivada não chega, as pessoas se agarram na tristeza, nas angústias e no discurso de culpa sobre o Universo, que parece conspirar para sua infelicidade.

Ninguém nasceu com o estigma do sofrimento. Ninguém foi tatuado com a tristeza. Permita-se sorrir. Se houver motivo para isso uma conquista, um amor, a chegada de um filho etc. , tudo bem. Contudo, caso a felicidade lhe invada sem motivação aparente, não a mande sair. Não lhe exija justificativa, apenas seja feliz.

Não dê à tristeza o poder de lhe habitar.

Permita-se ser feliz!

Pare de vasculhar as gavetas da vida a fim de encontrar os cacos das angústias, para com eles construir castelos de infelicidades!

Abaixe o escudo! Você não precisa se defender de quem só o bem pode lhe fazer.


Robison Sá


Clique na imagem abaixo e compre o meu livro.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo