As Dúvidas são as Algemas do Sucesso

A vitória não chegará aos que se omitiram de tentar. Isolados no quarto, com medo de pisar fora e correr o risco de fracassar, aqueles que se vestem com o manto do medo jamais sentirão o sabor doce e inebriante do sucesso.

Toda vitória exige uma luta anterior, talvez muito mais que uma. Veja o exemplo de Thomas Edison, que após 1200 experiências conseguiu inventar a lâmpada elétrica. Após 1200 experiências. Certamente, dúvidas pairaram sobre a mente do gênio, responsável por diversos outros inventos importantes, mas ele combateu todas elas e, persistentemente, caindo e se reerguendo, venceu.

“Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com frequência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar”. (William Shakespeare)

É preciso, antes de tudo, coragem para sair do porão. É preciso, após as consequentes quedas, se reerguer e continuar lutando por aquilo que realmente acredita ser possível alcançar e, acima de tudo, deseja alcançar. Um passo dado já lhe coloca à frente do ponto por você ocupado quando na inércia.

O própria Thomas uma vez disse:

“Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo de vencer é tentar mais uma vez.”

Para tentar mais uma vez é preciso desconstruir alguns conselhos malditos, dados por pessoas que aparentam querer o seu bem, mas, na verdade, não aguentariam a sua conquista. É preciso ensurdecer-se para esse tipo de gente, afastar-se delas, gritar com o seu eu mais pessimista para que ele também se cale. Dê mais um passo, depois mais outro, mais um e, mesmo lentamente, o seu destino ficará cada vez mais próximo.

Vencer pode não ser fácil, mas repousar no fracasso sem nem ao menos tentar, amargando as próprias dúvidas, é saborear a morte enquanto ainda se vive.

Robison Sá


Texto publicado originalmente em minha coluna na Revista Statto.


Clique na imagem abaixo e compre o meu livro.


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo